AVISO DO SEESE
Campanha contra a Sífilis recebe o apoio do SEESE

Campanha contra a Sífilis recebe o apoio do SEESE

Enfermeiros atuantes no Estado de Sergipe aderiram à Campanha Estadual de Combate à Sífilis Congênita com a proposta de minimizar os casos regionais. A doença possui como agente etiológico o Treponema pallidum que, estando presente na corrente sanguínea da gestante, atravessa a barreira placentária e penetra na corrente sanguínea do feto. Ao abraçar à campanha coordenada pelo Dr. Almir Santana, o Sindicato dos Enfermeiros de Sergipe tende a ampliar os exames com o propósito de garantir um diagnostico precoce e eficaz tratamento.

 

“No mês passado estivemos com o Dr. Almir e mostramos nossa indignação com a campanha que seria realizada. A Secretaria de Saúde mudou o foco e voltamos a nos reunir com este especialista que tanto admiramos para ressaltar o desejo do Sindicato dos Enfermeiros em atuar a favor da campanha e dos sergipanos. Enfermeiros municipais e estaduais estão engajados nessa campanha”, declarou a presidente Shirley Morales. Ainda de acordo com a sindicalista, todos os servidores que abraçam a campanha contra a Sífilis devem realizar ações nos ambientes de trabalho e vizinhança.

 

“O trabalho é de todos, e nós do SEESE estamos dispostos a ampliar as ações coordenadas por Dr. Almir. No lançamento estivemos presente e desde então, seja no local de trabalho ou na região onde moramos, os profissionais da saúde estão compartilhando a ideia de evitar a Sífilis”, pontuou Morales. Em todo o estado kits estão sendo entregues para os enfermeiros que atuam diariamente para cuidar melhor dos sergipanos. A Sífilis Congênita tem cura e para isso recomenda-se as injeções de penicilina para a grávida, para o bebê recém-nascido e para o seu parceiro, a fim de evitar a reinfecção da doença.