AVISO DO SEESE
SEESE pressiona SES e governo tira campanha do ar

SEESE pressiona SES e governo tira campanha do ar

Termos pejorativos usados na campanha denominada: ‘Profissional de Saúde faça a sua parte! Mude de Atitude!’, apresentada pelo Governo de Sergipe por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) como forma de combate à sífilis serão retirada do ar conforme enaltecido na tarde desta segunda-feira, 19, em reunião extraordinária realizada entre o Sindicato dos Enfermeiros (SES), o secretário José Sobral, e o coordenador Almir Santana. Como forma de oficializar o repúdio da categoria junto à campanha que jogava para os profissionais de saúde a culpa de crescimento no número de casos, uma nota foi emitida aos meios de comunicação.

Paralelo a essa ação midiática, por volta das 15h de hoje um Boletim de Ocorrência (BO) foi protocolado pela direção sindical na 2ª Delegacia Metropolitana de Aracaju. A atitude adotada se tornou real após a categoria se mobilizar e destacar que este é o momento ideal para exigir mais respeito por parte do Governo do Estado de Sergipe para com os trabalhadores. Não aceitar ser criminalizados pelos agravos de saúde decorrentes do descaso dos gestores públicos é um passo a ser dado na luta contra a desmoralização dos servidores que atuam com ética.

Durante o diálogo gerado no gabinete do secretário, a presidente do SEESE, acompanhada do vice-presidente, Marcelo Dangllys, informou que uma ação judicial pode ser ajuizada contra a administração pública caso o acordo firmado não seja devidamente respeitado. “Viemos aqui para conversar com o secretário Zezinho Sobral e oficializar nosso desejo de retirada desta lâmina publicitária de qualquer local onde ela foi divulgada. Os enfermeiros, assim como outros colegas que atuam na saúde pública não foram de acordo com a forma exposta nos termos usados na campanha e por isso pedimos encarecidamente que ela seja removida”, afirmou.

Por sua vez, a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde, na qual também participava da reunião, informou que o material criticado pelos enfermeiros já havia sido removido da página oficial do governo. Apesar de mostrar contra o posicionamento dos servidores, o secretário informou que o Governo do Estado não teve interesse em denegrir a imagem do profissional de saúde, muito menos criar conflitos. Mesmo com o pensamento contrário da categoria, o gestor decidiu aprovar o pleito diante dos representantes do SEESE. Finalizado o impasse, Morales destacou o interesse em trabalhar com o dr. Almir Santana no combate à Sífilis.

“Por questão de respeito e defesa dos colegas enfermeiros nós decidimos gerar um BO. Já na reunião fomos cordialmente atendidos pelo secretário e pelo colega Almir Santana, uma pessoa na qual temos amplo respeito, e diante dos gestores ressaltamos o interesse dos enfermeiros em trabalhar juntos contra esta e todas as outras doenças. A campanha de combate deve ser feita no coletivo, mas que seja com respeito e não de forma pejorativa como estava sendo feita”, pontuou a presidente.

Proposta – Minutos antes de concluir o diálogo a direção do SES informou que o Conselho Regional de Enfermagem (Coren) apresentou a proposta de apenas incluir a palavra ‘gestor’ na campanha, ou seja, passaria a apresentar: ‘Gestores públicos e profissionais de Saúde façam a sua parte! Mude de Atitude!’. A proposta foi negada pela SEESE que respeita a postura do conselho, mas entende que esta mudança não iria satisfazer o pleito da categoria. Todo o diálogo também foi acompanhado pelo departamento jurídico do sindicato.

Reunião_SES (1) Reunião_SES (9) Reunião_SES (10) Reunião_SES (11) Reunião_SES (6) Reunião_SES (5) Reunião_SES (12)