AVISO DO SEESE
Federalização do Hospital Regional de Lagarto é debatido entre dirigentes sindicais e diretoria operacional da FHS

Federalização do Hospital Regional de Lagarto é debatido entre dirigentes sindicais e diretoria operacional da FHS

A presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe (Seese), Shirley Morales, participou no dia de hoje, 26, de reunião com a diretoria operacional da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e os representantes sindicais do Sindasse e Sintasa, para debater assuntos referentes à federalização do Hospital Regional de Lagarto (HRL) e outras demandas relacionadas a FHS.

Na oportunidade, Shirley relatou que há dois anos, o Seese tenta mediação com o Estado, FHS e Ebserh para chegar a um denominador comum em relação a vida dos trabalhadores enfermeiros que fizeram concurso público para lotação no HRL. Os sindicatos presentes expuseram os dois pleitos dos trabalhadores da saúde. Uma parte dos profissionais constituiu família e adquiriu bens, portanto, optam pela permanência no município. Outros desejam ser remanejados para outras unidades hospitalares do Estado, mas precisam de garantias quanto às novas lotações e horário de trabalho. Os sindicalistas solicitaram participar da construção do Edital de Intenção que está em vias de elaboração pela atual gestão da SES. Esse documento dirá quais são as unidades em que os profissionais que desejam a realocação, podem se inscrever e quais os critérios do remanejamento.

Durante a reunião ficou acordado que os dirigentes sindicais irão encaminhar ao diretor operacional da FHS, Marcos Chou, um ofício informando o quantitativo real de todos os empregados, independente da categoria, que possuem a necessidade de se manter no município, como também, daqueles que desejam ser remanejados. Ele se comprometeu em levar o pleito das categorias para o secretário da saúde, Almeida Lima.
Assuntos como a retomada das negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT)  e a questão da convocação abrupta dos servidores públicos estaduais cedidos à Aracaju, também foram abordados. Esse último ponto de pauta está em uma fase de negociação entre a Prefeitura de Aracaju e o Estado. A direção do Seese pediu cautela nas convocações e que a gestão estadual pudesse aguardar o final desta negociação com o Prefeito Edvaldo Nogueira.