AVISO DO SEESE
Enfermeiras servidoras de Nossa Senhora Aparecida realizam ato público

Enfermeiras servidoras de Nossa Senhora Aparecida realizam ato público

Há 10 anos sem recomposição salarial e ausência de resposta por parte da gestão municipal aos inúmeros ofícios enviados desde 2016, as enfermeiras servidoras de Nossa Senhora Aparecida, realizaram ontem, dia 24, uma manifestação na frente da clínica da Saúde da Família. Os vereadores do município foram convidados a participar do ato público com o intuito de fortalecer a luta, mas apenas o vereador Zé Lima compareceu. De acordo com a presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe (Seese), Shirley Morales, há um descaso por parte da gestão com esses profissionais.

“Realizar uma paralisação das atividades por 24 horas é uma estratégia utilizada quando a gestão se recusa a conversar com os trabalhadores. Por outro lado, a prefeitura alega que o município está passando por uma crise econômica, porém, no fim do ano passado foi aprovada uma lei em que o salário da prefeita pode ser reajustado em quase 100%. Saúde é um direito garantido pela Constituição e para tanto deve ter investimento de todas as esferas de governo”, disse Shirley Morales.

Enquanto a gestão municipal nega alguns direitos dos servidores da saúde, muitos cargos comissionados receberam benefícios que totalizam cerca de R$ 4 mil em diárias e passagens no período de janeiro a setembro. Esses valores pagos advêm dos recursos da Prefeitura, dos Fundos Municipais da Saúde e da Assistência Social.

Como não houve possibilidade de negociação com a gestão durante o ato público, será marcada assembleia da categoria com indicativo de greve por tempo indeterminado.