AVISO DO SEESE
Direção do Seese participa de reunião dos Conselhos Municipal e Estadual de Saúde

Direção do Seese participa de reunião dos Conselhos Municipal e Estadual de Saúde

A equipe diretiva do Seese esteve presente na reunião dos Conselhos Municipal e Estadual de Saúde realizado ontem, dia 30, para abordar as problemáticas do SAMU.

Na ocasião, além dos diversos pontos retratados sobre a precariedade deste serviço, os quais vem sendo relatados constantemente pelo sindicato nos últimos meses, inclusive com pedidos aos parlamentares para a realização de audiências públicas, a direção do Sindicato dos Enfermeiros (Seese) sugeriu formar uma comissão mista dos dois conselhos. A mesma foi aprovada pelos conselheiros presentes. O objetivo é traçar estratégias de melhorias para que os profissionais possam trabalhar com as ferramentas e todo o suporte necessário prestando um atendimento de qualidade à sociedade que carece bastante do serviço de urgência e emergência.

Ficou decidido também, que qualquer alteração no termo de cessão dos profissionais do SAMU, o mesmo deve passar antes pelo pleno dos Conselhos.

Há denúncias relatadas pelos enfermeiros e comprovadas por documentos do HUSE (como mostra uma das imagens abaixo), de que existem pacientes de alta complexidade dando entrada nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s), as quais não possuem condição alguma para recebê-los, bem como, não conseguem uma transferência para outras unidades que ofereçam esse tipo de suporte. Outros profissionais questionam a existência de pacientes de baixo risco dando entrada no setor de alta complexidade provocando uma superlotação no HUSE, quando o ideal seria acomodá-los em uma Unidade Básica de Saúde (UBS)

Já em relação ao Governo querer remanejar os enfermeiros do SAMU que estão cedidos pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) para atender aos demais municípios do Estado, o sindicato se mostra totalmente contrário com tal proposta. “Existe um acordo de cessão que deve ser respeitado e essa mudança pode implicar em ações trabalhistas, como também, essa realocação pode acabar desassistindo o município de Aracaju”, disse uma das diretoras do Seese, Gabriela Pereira. Além dela, estiveram presentes nesta reunião a também diretora Paula Aparecida e a presidente do sindicato, Shirley Morales.