AVISO DO SEESE
Direção do Seese participa de reunião com os gestores da SMS de Aracaju

Direção do Seese participa de reunião com os gestores da SMS de Aracaju

Diretores do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe (Seese) participaram de uma reunião com o Secretário Municipal da Saúde (SMS), Antônio Almeida, o diretor de assistência à saúde, Murillo Oliveira, e com a coordenadora da rede de urgência e emergência, Roberta Lisboa, para discutir as demandas dos enfermeiros servidores do município de Aracaju. Durante a reunião, a direção do Seese entregou relatórios com todas as demandas, eis algumas delas:

1 – Reforço da Segurança dos profissionais no Centro de Especialidades Médicas de Aracaju (CEMAR) na unidade do bairro Siqueira Campos, após às 17h00.

2 – Aumento do número de profissionais da saúde para realizarem o teste rápido do HIV. Na unidade do CEMAR, apenas os enfermeiros estavam realizando este procedimento, ferindo desta forma, o acordo de Políticas Nacionais de Saúde e de Combate ao HIV-Aids, onde consta que assim como os enfermeiros, outros profissionais também podem realizar este teste rápido nos pacientes acompanhados de consulta.

“Os enfermeiros não são meros laboratoristas. Existe toda a parte da consulta de Enfermagem associada ao procedimento de testagem rápida para diagnóstico de HIV”, disse Shirley Morales, presidente do Seese, acrescentando que a demanda para realização desses testes é tamanha.

3 – Superlotação na estabilização e internamentos nas Observações das Unidades de Urgência e Emergência Nestor Piva e Fernando Franco.

Outro ponto discutido foi em relação aos enfermeiros contratados como gerentes ou responsáveis técnicos para exercerem cargos administrativos, que não podem atuar na assistência. Quanto a isso, o Secretário de Saúde comprometeu-se a produzir um memorando, com o objetivo de esclarecer essa situação para todas as redes de atenção à saúde do município de Aracaju.

Além disso, foi consensuado com a gestão que quando houver reuniões e treinamentos fora do horário de trabalho, os enfermeiros terão direito a banco de horas, com hora dobrada. Todas as demandas debatidas e discutidas serão analisadas pelo secretário Antônio Almeida, juntamente com sua equipe técnica.