AVISO DO SEESE
Direção do Seese dá uma aula de Entidade Sindical para estudantes de Enfermagem da UFS

Direção do Seese dá uma aula de Entidade Sindical para estudantes de Enfermagem da UFS

Estudantes do 1º período do curso de Enfermagem da Universidade Federal de Sergipe (UFS) puderam aprender e compreender na manhã de ontem, dia 29, a importância e a diferença entre as representações da enfermagem. A convite da professora Edilene Hora Mota, a presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe (Seese), Shirley Morales, relatou o papel do sindicato e suas lutas, e também, explicou como funciona a Entidade Sindical que representa a categoria, quais são os anseios, como ela procede e age com determinados acontecimentos desordenados e desrespeitosos com os profissionais e pacientes.

Participaram também desta aula os representantes da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN), do Conselho Regional de Enfermagem – Se (COREN-SE) e do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN).

Na oportunidade Shirley Morales destacou que o Sindicato age na defesa dos interesses econômicos, profissionais, sociais e políticos dos seus filiados, que cabe a Entidade se dedicar aos estudos da área onde atuam e realizam atividades (palestras, reuniões, cursos) voltadas para o aperfeiçoamento profissional e um melhor atendimento aos usuários de todos os sistemas de saúde, seja da rede privada ou pública. São responsáveis ainda pela organização de greves e manifestações voltadas para a melhoria salarial e condições de trabalho.

Ao abordar esse tema, ela convidou os universitários para participar das próximas manifestações contra a Reforma da Previdência, um assunto que engloba todos os trabalhadores independente de suas profissões. “Gostaríamos de contar com a presença de todos na próxima mobilização que irá acontecer na próxima sexta-feira, dia 31, às três horas da tarde na Praça General Valadão”, disse Shirley Morales, acrescentando que no dia 28 de abril haverá greve em todo o país com o intuito de combater a Reforma da Previdência, terceirizações e reforma trabalhista.