AVISO DO SEESE
Ato na Av. Beira Mar queima boneco que simboliza o prefeito de Aracaju

Ato na Av. Beira Mar queima boneco que simboliza o prefeito de Aracaju

Servidores da saúde do município de Aracaju realizaram nesta manhã mais um ato público contra a falta de diálogo entre a gestão municipal e a classe trabalhadora. O Seese em parceria com as demais categorias reuniu cerca de 300 servidores que tomaram as duas vias da Av. Beira Mar, em frente ao Calçadão da Praia Formosa que está com suas obras quase concluídas. Enquanto isso, as categorias da saúde estão com seus salários atrasados, sem reajuste salarial, sem recebimento de férias e com condições precárias para exercer suas funções.

Mesmo debaixo de chuva e rajadas de vento, as categorias que estão em greve desde o dia 1º de junho e permanecem assim por tempo indeterminado, contaram com o apoio de alguns moradores do bairro 13 de Julho. Na ocasião, o movimento grevista após queimar um boneco de palha que representava o prefeito João Alves Filho, seguiu em passeata até o cruzamento da Av. Beira Mar com a Av. Anísio Azevedo.

O principal objetivo dessa manifestação é informar a sociedade aracajuana o descaso da atual gestão não apenas com os servidores da saúde, mas também, com os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Setores da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) estariam contratando profissionais de forma terceirizada a fim de minimizar os efeitos da mobilização. Isso retrata que a gestão tem verba para contratar estes terceirizados, mas nega ter recursos para pagar o que é de direito dos seus servidores concursados.

Esse impasse entre nós, servidores da saúde e a atual gestão se arrasta desde o mês de dezembro do ano passado quando uma lista de reivindicações foi apresentada – a pedido do próprio prefeito, junto ao poder executivo municipal. Desde então as categorias não foram convidadas para debater assuntos como: reajuste salarial, pagamento de hora extra, qualificação estrutural das unidades de atendimento e promoção de concurso público”, disse a enfermeira e presidente do Seese, Shirley Morales.