AVISO DO SEESE
A primeira reunião do CMS foi marcada por decisões

A primeira reunião do CMS foi marcada por decisões

A primeira reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Aracaju (CMS), realizada hoje, dia 18, na sede do próprio conselho, foi marcada por decisões. Os conselheiros informaram que os radiologistas e demais trabalhadores que tiveram seus empregos ameaçados por conta do Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) devem ser mantidos por meio de contratos temporários até que seja realizado o concurso público.

Durante a reunião foi ressaltado que o concurso público aprovado em 2017, faz parte do Plano Plurianual da Saúde para toda a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira.

Aos conselheiros, foi apresentado a proposta da contratação da nova empresa que irá administrar o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Davi Capistrano, localizado no bairro Atalaia, zona sul de Aracaju. O pleno definiu que o termo de convênio será analisado pelos conselheiros e que essas análises farão parte da programação anual de saúde.

A presidente do Sindicato dos Enfermeiros de Sergipe (Seese), Shirley Morales, aproveitou a oportunidade e finalizou sua fala desejando aos integrantes do Conselho que o ano de 2018 seja de muito trabalho e conquistas, ressaltando que “o papel do Sindicato é defender um ambiente de trabalho adequado para que os trabalhadores possam prestar uma assistência melhor aos usuários que necessitam de um sistema de saúde equilibrado para atender as suas necessidades”.

A diretora do Seese, Raquel Tavares, também participou da reunião ordinária do CMS.